Hora Certa
Últimos assuntos
» Um Natal mais simples
Sab 12 Dez 2015 - 19:25 por Sonia Momoi

» Retorno
Dom 4 Out 2015 - 10:30 por Rose.rslam

» Caixas para a secretária da mamã
Sab 3 Out 2015 - 17:50 por Luna Bijoux

» Mudanças em casa
Sex 11 Set 2015 - 19:12 por Maria Jose zanin

» Como fertilizar uma terra que já não dá «chão para uvas».
Qui 10 Set 2015 - 9:25 por Rose.rslam

» Olá
Qui 10 Set 2015 - 9:07 por Rose.rslam

» Ideia criativa para uma varanda
Qua 9 Set 2015 - 21:01 por Beatrizz_20665

» Os meus jardins em casa
Qua 10 Jun 2015 - 23:03 por Rose.rslam

» Cozinhando com o Sol - Parte 2
Qua 10 Jun 2015 - 22:54 por Rose.rslam

Palavras chave

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Setembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Calendário Calendário

Parceiros
Fórum grátis


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Garota Nada Popular

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Garota Nada Popular em Sab 6 Abr 2013 - 19:08




Minha história, fala à respeito de uma garota nada popular.

Paula foi matriculada em uma escola muito concorrida de pessoas com muitas condições financeiras, onde a classe socuial dos alunos se destacavam.

No incio das aulas esta menina sentiu a necessidade de ter um celular, pois todos tinham o tal aparelho e ela queria se enturmar, achava ela que ninguém daria a mínima atenção, pois se sentia muito inferior.

Então ao chegar em casa , Paula foi logo pedindo um celular para sua mãe e foi dormir.

No dia seguinte, ela acordou contente, pois acreditava ganhar o tal presente, mas para sua decepção, ao invés de ganhar um celular sua mãe comprara um DIÁRIO.

"Que raiva ela sentiu", a vontade dela foi de jogar FORA, mas agradeceu o presente.


Certo dia, Paula, acordara atrassadíssima e pegou uma carona com o seu pai para chegar mais rápido na escola, só que o carro de seu pai era uma Kombi com uma IMENSA BARATA no teto, pois ele trabalhava como dedetizador, quando chegou na escola seus colegas começaram a lhe zoar, chacotear e ela se tornou a menina mais inferiorizada daquele lugar.

Derrepente, Paula teve uma idéia, alugou um orelhão (Telefone público) e colocou dentro do armário , mas quando começou a tocar, suas colegas estavam passando no corredor, então ela não quis atender por vergonha, foi aí que ela mudou de tática e fez um aparelho de argila, pintou com tinta para que ficasse o mais parecido possível com tal celular tão desejado.

Percebendo que precisava juntar dinheiro para comprar um de verdade, reolveu arrumar um espaço na escola para fazer tatuagens na hora do recreio, mas o dinheiro arrecadado não era o suficiente, e para piorar a situação, Paula foi convidada pelas colegas para ir ao shopping comprar roupas. Empolgada ela gastou TODO dinheiro com roupas e esquecera do celular.

Quando realmente percebeu, não teve mais como voltar atrás, então continuaou a fazer as tatuagens, mas não tinha mais clientes o suficiente e por fim, seu pai ao ver o desespero de sua filha que quase não tinha amigas por falta do celular, deu então um aparelho pequeno, mas de verdade e Paula ficou muito feliz e resolveu contar sua história no Pequeno Diário.


Espero que vocês gostem, pois esta história foi lida por mim do livro " Diário da garota nada popular", que ganhei de presente de meus pais no ano passado.

Não copiei nada, isso são minhas palavras.

Amei!!





_________________
Ver perfil do usuário

2 Para Priquetinha em Sab 6 Abr 2013 - 19:48

Querida Priquetinha:

Posso pedir-te um favor?

Um daqueles favores que nós só pedimos àqueles a quem queremos bem?

Não vou pedir antes de você dizer que posso. Vou só dizer que você pode fazer esse favor, tem essa capacidade mas é um favor que vale para muito tempo.
Fico a aguardar tua resposta.


_________________

Luna, minha Irmã, obrigada!
Ver perfil do usuário

3 Re: Garota Nada Popular em Sab 6 Abr 2013 - 20:07

sim,
claro


_________________
Ver perfil do usuário

4 Re: Garota Nada Popular em Sab 6 Abr 2013 - 20:18

Então aqui vai:

Priquetinha, por favor, por favor, não percas nunca o gosto por ler.
Vais continuar a escrever muito bem como fizeste acima e vais escrever sempre e sempre melhor. Vais saber exprimir-te e dizer às pessoas, ao longo da vida, o que realmente pretendes , sem mal entendidos. Vais aprender miil coisas, «viajar» mil vezes mesmo só sentadinha no teu quarto.
Um bom livro não é só uma forma de aprenderes ou estudares. Pode ser um amigo, pode ser uma porta aberta para «fugires» uns minutos para outros lugares quando estiveres aborrecida, é um prazer sempre ali à espera.

Esse é o favor que te peço. Claro que duma forma equilibrada. Também precisas de aprender outras coisas, de brincar, de jogar, de passear, de ter amigos. Mas tenta encontrar sempre um cantinho e uns minutinhos do teu tempo para os teus amigos livros que nunca te irão vlotar costas.
Podes fazer esse favor?
Um beijinho


_________________

Luna, minha Irmã, obrigada!
Ver perfil do usuário

5 Re: Garota Nada Popular em Sab 6 Abr 2013 - 20:38

Com certeza, farei este favor, pois sempre gostei muito de ler muito e de prêmio o ano passado minha mãe me deu um tablet para me auxiliar e dois livros:
Diário de uma garota nada popular e Kátia boca de tambor.


_________________
Ver perfil do usuário

6 Re: Garota Nada Popular em Sab 6 Abr 2013 - 22:41

roseane

avatar
Admin
Admin
Parabéns minha filha, pela sua dedicação.
Não é que eu seja uma mãe coruja, mas... me orgulho muito de você.
Parabéns pela sua companhia, parabéns por ser esta menina tão inteligente,
parabéns por sua colaboração e dedicação.
Que Jesus te abençoe muito, que a sua jornada na vida, seja guiada por Deus.
Continue lendo muito, escreva bastante, pois a cada dia você conquistará um lugar especial
no degrau de seus sonhos.
Beijos, EU TE AMO!!!!!


_________________




Dúvidas  e Sugestões, mande-me uma "MP"
Me coloco a sua disposição para ajudá-lo(a).
Ver perfil do usuário

7 Re: Garota Nada Popular em Dom 7 Abr 2013 - 0:31

Priquetinha escreveu:


Minha história, fala à respeito de uma garota nada popular.

Paula foi matriculada em uma escola muito concorrida de pessoas com muitas condições financeiras, onde a classe socuial dos alunos se destacavam.

No incio das aulas esta menina sentiu a necessidade de ter um celular, pois todos tinham o tal aparelho e ela queria se enturmar, achava ela que ninguém daria a mínima atenção, pois se sentia muito inferior.

Então ao chegar em casa , Paula foi logo pedindo um celular para sua mãe e foi dormir.

No dia seguinte, ela acordou contente, pois acreditava ganhar o tal presente, mas para sua decepção, ao invés de ganhar um celular sua mãe comprara um DIÁRIO.

"Que raiva ela sentiu", a vontade dela foi de jogar FORA, mas agradeceu o presente.


Certo dia, Paula, acordara atrassadíssima e pegou uma carona com o seu pai para chegar mais rápido na escola, só que o carro de seu pai era uma Kombi com uma IMENSA BARATA no teto, pois ele trabalhava como dedetizador, quando chegou na escola seus colegas começaram a lhe zoar, chacotear e ela se tornou a menina mais inferiorizada daquele lugar.

Derrepente, Paula teve uma idéia, alugou um orelhão (Telefone público) e colocou dentro do armário , mas quando começou a tocar, suas colegas estavam passando no corredor, então ela não quis atender por vergonha, foi aí que ela mudou de tática e fez um aparelho de argila, pintou com tinta para que ficasse o mais parecido possível com tal celular tão desejado.

Percebendo que precisava juntar dinheiro para comprar um de verdade, reolveu arrumar um espaço na escola para fazer tatuagens na hora do recreio, mas o dinheiro arrecadado não era o suficiente, e para piorar a situação, Paula foi convidada pelas colegas para ir ao shopping comprar roupas. Empolgada ela gastou TODO dinheiro com roupas e esquecera do celular.

Quando realmente percebeu, não teve mais como voltar atrás, então continuaou a fazer as tatuagens, mas não tinha mais clientes o suficiente e por fim, seu pai ao ver o desespero de sua filha que quase não tinha amigas por falta do celular, deu então um aparelho pequeno, mas de verdade e Paula ficou muito feliz e resolveu contar sua história no Pequeno Diário.


Espero que vocês gostem, pois esta história foi lida por mim do livro " Diário da garota nada popular", que ganhei de presente de meus pais no ano passado.

Não copiei nada, isso são minhas palavras.

Amei!!





Oi Priquetinha!! Parabéns pelo seu texto! Gostei muito. Você deve ser um doce como sua mãe Wink

Beijinhos!!

Ver perfil do usuário

8 Re: Garota Nada Popular em Qua 24 Abr 2013 - 21:17

Podes Crer minha querida, ela é miudinha, mas com jeitinho de menina-moça, rssssss
Ela é meu bibelôzinho, não que os outros irmãos não sejam, cada um tem um encanto diferente.

Pri é muito estudiosa, isso é bom.
Bjuss

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum