Hora Certa
Últimos assuntos
» Um Natal mais simples
Sab 12 Dez 2015 - 19:25 por Sonia Momoi

» Retorno
Dom 4 Out 2015 - 10:30 por Rose.rslam

» Caixas para a secretária da mamã
Sab 3 Out 2015 - 17:50 por Luna Bijoux

» Mudanças em casa
Sex 11 Set 2015 - 19:12 por Maria Jose zanin

» Como fertilizar uma terra que já não dá «chão para uvas».
Qui 10 Set 2015 - 9:25 por Rose.rslam

» Olá
Qui 10 Set 2015 - 9:07 por Rose.rslam

» Ideia criativa para uma varanda
Qua 9 Set 2015 - 21:01 por Beatrizz_20665

» Os meus jardins em casa
Qua 10 Jun 2015 - 23:03 por Rose.rslam

» Cozinhando com o Sol - Parte 2
Qua 10 Jun 2015 - 22:54 por Rose.rslam

Palavras chave

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Setembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Calendário Calendário

Parceiros
Fórum grátis


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

UM DIA NA VIDA DE UMA ROMANA -Parte 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 UM DIA NA VIDA DE UMA ROMANA -Parte 2 em Sex 13 Jun 2014 - 7:35

Romana 2ª parte:
 
Após o prandium, que eu como rapidamente e quase sempre em pé, embora o físico grego que estudou medicina no seu país e no Egipto me tenha dito várias vezes que comer em pé faz mal à saúde, mas em Roma é tradição que se perde nos tempos, vou dormir uma pequena sesta. Os meses de calor em Roma são quase insuportáveis e, nestas horas de início de tarde, só apetece estar reclinada  com as portadas das janelas fechadas, o chão borrifado. Só assim consigo debelar a dor de cabeça que me ataca com este calor malsão.
A meio da tarde peço para me aprontarem uma liteira e lá vou até  às termas onde me encontrarei com as minhas amigas.


Nesta  tarde, as termas estão reservadas às mulheres, poderemos estar à vontade para fazer uma das coisas de que mais gostamos: dizer mal dos nossos homens!!! Por muito que gostemos deles temos sempre assunto porque, no fundo, mesmo que sejam senadores, são sempre umas eternas crianças que vêm a correr para os nossos braços ao  mínimo desgosto ou desilusão, como meninos em busca das mães.

Chego às Termas e deixo as roupas entregues uma serva que será responsável por elas. Enrolada numa toalha, passo às salas interiores. Syra vem comigo, evidentemente. Será ela que me acompanhará ao caldarium, depois ao sudatorium onde transpirarei para abrir todos os poros, depois cobrirá de óleos perfumados o meu corpo e esfregar-me-á com o strigil para me libertar de toda a sujidade e impurezas.


Depois, um pouco de água menos quente, no tepidarium onde conversarei  um pouco sobre tudo  e sobre nada e, finalmente, água fria para fechar os poros e ganhar energia, no frigidarium.

Completamente limpa e refeita,  regresso a casa ainda a tempo de verificar a caena, passar pelo tablinum para escrever umas cartas e passar algum tempo no jardim interior a ler.


Meu marido chega, muito cansado. Não haverá visitas nem trabalho extra , nem debates políticos com amigos, hoje.A família dirige-se toda ao triclinium




para a caena, a refeição principal do dia: Peixe com molho  garum, um pouco de pato assado, tâmaras dulcíssimas.



Falo um pouco com Termophilus para saber dos progressos de meu filho e vou deitá-lo. Bem sei que já é demasiado crescido para isso, que já se sente constrangido e que todos se riem nas minhas costas por eu ainda o fazer. Fábio diz que tem de tratar de que eu tenha outro filho para aprender a despegar-me um pouco deste. Mas, a verdade, é que não dispenso ainda o ritual de o aconchegar e lhe passar as mãos pelos cabelos antes que adormeça.

Fábio foi ler um pouco, rever alguns assuntos a tratar  e eu fui dar as últimas ordens para que tudo continue a correr bem amanhã.

Depois, meu marido e eu reunimo-nos junto ao Lararium, altar onde se encontram as figurinhas que representam os nossos antepassados e as que representam os  Lares, deuses protectores da Casa e da Família. Fábio queima um pouco de incenso, derrama um pouco de vinho, acende a lamparina.


E assim chegou ao fim um dia mais. Retiramo-nos para o nosso cubiculum, o principal, claro, destinado ao repouso do Senhor e Senhora da Casa, lugar sagrado porque  aí se geram os continuadores da família.



Despimo-nos e mantemos apenas a túnica interior.  Como está um pouco de frio, Fábio atiça o fogo que um dos servos acendeu. Vem ter comigo e abre-me os braços.


_________________

Luna, minha Irmã, obrigada!
Ver perfil do usuário

2 Re: UM DIA NA VIDA DE UMA ROMANA -Parte 2 em Sex 13 Jun 2014 - 12:14

Bom dia Clara !
Achei engraçado que já  mesmo na Grécia antiga já existia  o "hábito de falar dos maridos" kkkkk
Fico aqui imaginando como seria delicioso essas termas .
Também acho que a vida desta mulher não é tãããão difícil ... 
Ela é rica , eu fico pensando se fosse a vida da serva retratada aqui , como seria ...


Beijos   e obrigada pela leitura Clarinha ! 




_________________
Ver perfil do usuário

3 Que bela vida! em Sex 13 Jun 2014 - 14:56

...mas que bela vida. Quem me dera a mim ter uma vida tão relaxada e tão cheia de paz e ausente de preocupações.
De facto, a vida dos aristocratas romanos nem era assim tão má, o problema eram as intrigas e as conspirações entre as várias famílias nobres e linhagens imperiais. Os dias idílicos podiam estilhaçar-se de um momento para o outro. 
Contudo, essas calamidades não aconteciam a todos e a maioria dos aristocratas até eram felizes. Se todas as pessoas pudessem aproveitar os seus dias desta forma, haveria muito menos depressões...


_________________
Obrigada FazendeiroGeorge
Ver perfil do usuário

4 Re: UM DIA NA VIDA DE UMA ROMANA -Parte 2 em Sab 14 Jun 2014 - 13:40

Querida Clara adorei, confesso que só hoje li as duas partes, "De um dia na vida de uma romana", mas com uma escrita simples e clara e um estilo literário melódico, conseguiu manter-me colada à história.

.... que rica vida, até existia hora marcada para dizerem mal dos maridos Laughing ....mas para mim seria um bocadinho monótona...talvez....gostava de experimentar só por um dia....
e pelo que entendi este amor seria assim:


Amar é uma decisão

Um sábio recebeu a visita de um homem que
dizia já não amar a sua esposa, e que pensava em separar-se.
O sábio ouviu, olhou-o nos olhos, disse apenas uma palavra e calou-se:
_ Ame-a !!!

_ Mas eu já disse: Não sinto nada por ela!!
_ Ame-a!!! - disse novamente o sábio.

E percebendo o desconforto do homem,
depois de um breve silêncio, o sábio explicou:

Amar é uma decisão, não um sentimento;
amar é dedicação e entrega.
Amar é um verbo e o fruto dessa ação é o amor.
O amor é um exercício de jardinagem:
arranque o que faz mal, prepare o terreno,
semeie, seja paciente, regue e cuide.
Esteja preparado porque haverá pragas,
secas ou excesso de chuvas,
mas nem por isso abandone o seu jardim.
Ame o seu par, ou seja, aceite-o, valorize-o, respeite-o,
dê-lhe afeto e ternura, admire-o e compreende-o.
Isso é tudo. Ame!!!

Fico ansiosa por mais histórias
beijinhos
Manuela


_________________

Obrigada Luna. Te adoro!
Ver perfil do usuário

5 Re: UM DIA NA VIDA DE UMA ROMANA -Parte 2 em Ter 17 Jun 2014 - 7:30

As minha amigas já disseram tudo aí em cima Rolling Eyes , ela tinha mesmo tudo, uma boa vida, rica, um bom marido e muito amor, uma sortuda.

A AnaLu tem razão quando diz a vida de uma serva não seria assim tão deliciosa, apesar de haver umas mais privilegiadas que outras.

Manela o poema é lindo. bjinho  I love you 

Clara continue, as suas estórias são lindas e gosto imenso de as ler.

bjinho para todas as amigas. 

 flower


_________________

Um beijo Luna
Ver perfil do usuário

6 Re: UM DIA NA VIDA DE UMA ROMANA -Parte 2 em Qui 19 Jun 2014 - 13:03

É  verdade que a vida das mulheres que eu tenho tentado «retratar» era uma delícia, comparada com a das escravas, por exemplo (não todas) ou, pior ainda, a das mulheres livres mas plebeias e pobres.
Tenho escolhido esta «classe» chamemos-lhe assim, por ser mais fácil como primeira abordagem às épocas e regiões. Mas, quando acabar esta série, o que está quase, volto atrás e faço o mesmo com mulheres (ou homens) de outras classes e condições económicoas e sociais. Ainda bem que gostam destas historinhas.
Beijos.


_________________

Luna, minha Irmã, obrigada!
Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum